Blog Aqui vamos conversar, refletir e de certa forma conviver.

Carta ao profeta Pedro Casaldáliga no seu aniversário de 92 anos

Carta ao irmão e profeta Pedro Casaldáliga no seu aniversário de 92 anos:                    

“O Verbo se fez carne, Entre nós se fez índio, Mulher, gay e negro.

Para nós, o Verbo é carne
no testemunho de vida, 
do profeta Pedro”. 

Pedro, querido irmão e mestre de vida e espiritualidade, 

Há tempo demais que não nos vemos. Há tempos que não nos encontramos mais em alguma de suas passagens por Goiânia. Não nos vemos nos retiros que eu pregava na prelazia. Há tempos, não viajamos mais juntos nos ônibus, entre Goiânia e Salvador, para encontros da CPT nos anos 80. Tenho saudade do tempo em que juntos organizávamos celebrações em encontros intereclesiais. Saudade de com você coordenar o evento da Missa da Terra sem Males e da Missa dos Quilombos em Goiânia e outras paragens. Tenho saudade até de uma ou outra vez que nos hospedamos juntos em Luciara e Santa Terezinha e recebemos o recado de que durante a noite, pistoleiros vinham para assassiná-lo. Na cama ao seu lado, durante toda a noite, ouvia cada ruido da rua, como se fosse o momento decisivo. Enquanto isso, você dormia tranquilo. 
Agora sei como você se sente frágil e limitado. É como se o seu espírito se tivesse tornado tão infinitamente imenso que o seu corpo não conseguisse acompanhar e com a idade decidisse prender você. No entanto, mesmo aí assim tão fragilizado, os inimigos dos pobres, dos índios e os adversários da libertação ainda tremem só em ouvir o seu nome. E nós todos que acolhemos a sua profecia agradecemos a Deus pelo privilégio de ter a sua presença conosco a nos lembrar o rumo da profecia que nos é confiada a todos/as.
Aqui lhe escrevo em nome de muitos irmãos e irmãs que, comigo se colocam como discípulos/as da profecia e muito aprendemos de você. 
Bendito seja Deus que o colocou em nosso caminho, bendito seja o Cristo que se revela a nós em seu olhar e em cada movimento do seu ser. Bendito seja o Espírito que nos une na recriação permanente do universo que cada aniversário seu e nosso sinalizam. Estamos juntos. Nesses dias, tome como presente a garantia de que vamos continuar firmes no caminho do Cristianismo profético e ninguém larga a mão de ninguém.  Abraços do irmão Marcelo Barros

Marcelo Barros

Camaragibe, Pernambuco, Brazil

Sou monge beneditino, chamado a trabalhar pela unidade das Igrejas e das tradições religiosas. Adoro os movimentos populares e especialmente o MST. Gosto de escrever e de me comunicar.

Informações

contato@marcelobarros.com