Blog Aqui vamos conversar, refletir e de certa forma conviver.

Conversa inicial, 16 de setembro 2011

No rosto dos migrantes, a face do Espírito

Hoje pela manhã, os jornais de Verona trazem em sua primeira página: “Vocês não são extra-comunitários. Extra-comunitário é quem não acolhe vocês como irmãos e membros da comunidade humana”, disse Marcelo Barros, teólogo latino-americano, aos mais de 500 migrantes e apoiadores de sua causa que se encontraram ontem à noite na praça em frente à Igreja de São Nicolau. O brasileiro foi muito claro ao dizer: Ao subir na Arena para protestar contra a política racista do governo italiano, vocês recordam aos italianos que, há cem anos, eles é que migravam para o Brasil, Argentina, Estados Unidos e outros países onde, em geral, foram bem recebidos. Os europeus exploraram e continuam explorando as riquezas dos países africanos, colonizaram seus povos. Ficaram ricos com os diamantes do Congo, da Nigéria e de toda a África, agora se negam a receber vocês aqui. Ao protestar e exigir seus direitos humanos, vocês estão lutando por um mundo mais humano e aberto e estão fazendo não só um ato político que é importante e urgente, mas realizam também um ato espiritual. Deus não está nas Igrejas dos cristãos que celebram a fé, mas não a vivem quando são coniventes com a marginalização que vocês sofrem. Deus está acampado com vocês aqui nessa praça. Aqui dormem na mesma tenda como irmãos e amigos Jesus e Maomé (a maioria dos migrantes é muçulmana) e eu vejo no olhar de vocês o rosto divino. Parabéns e continuem o caminho. 

Marcelo Barros

Camaragibe, Pernambuco, Brazil

Sou monge beneditino, chamado a trabalhar pela unidade das Igrejas e das tradições religiosas. Adoro os movimentos populares e especialmente o MST. Gosto de escrever e de me comunicar.

Informações

contato@marcelobarros.com