Blog Aqui vamos conversar, refletir e de certa forma conviver.

​Conversa inicial, sábado, 21 de janeiro 2012

Tere

Hoje, eu e todas as pessoas comprometidas com a justiça e a paz vimos partir mais uma irmã e companheira de caminho. Depois de meses e meses de muita luta  e sofrimento, a irmã Terezinha Hoffman deixou-se levar pela irmã morte. Éramos amigos há quase 40 anos. Conheci-a quando, ainda jovem, ela lutou e conseguiu da sua congregação a permissão para inserir-se na pastoral popular, para servir ao povo mais pobre. Trabalhou muitos anos em Santiago, RS. Depois, por dificuldades com um bispo que não compreendia as opções dela e da equipe de pastoral de Santiago, ela e dois padres saíram juntos para a diocese de Santa Maria, onde primeiramente viveram em São Sepé e depois na Vila Caramelo, na época, a periferia mais periferia de Sta Maria. Ali viveu até agora, sempre às voltas com educação popular, formação de lideranças de base e apoio a movimentos como o MST e outros. 

No sábado, 07 de janeiro, quando fui assessorar dois dias do curso de formação das bases (Oscar Romero) em Sta Maria, fiz questão de visitá-la no hospital. Achei-a muito fraca, mas lúcida e animada. E ela me dizia: "Estou nas mãos de Deus". E eu respondi: "Todos nós". Apesar de que eu queria fazer uma visita rápida para não cansá-la, ela fez questão e ficamos mais de uma hora a orar e partilhar a vida. Agora, está no céu, intercedendo por nós todos e pelos movimentos populares no Brasil. 

Marcelo Barros

Camaragibe, Pernambuco, Brazil

Sou monge beneditino, chamado a trabalhar pela unidade das Igrejas e das tradições religiosas. Adoro os movimentos populares e especialmente o MST. Gosto de escrever e de me comunicar.

Informações

contato@marcelobarros.com