Blog Aqui vamos conversar, refletir e de certa forma conviver.

Meditação bíblica, domingo, 08 de maio 2016

Hoje, celebramos a festa da Ascensão de Jesus. É o próprio mistério da ressurreição olhado em sua meta final. Jesus é assumido totalmente por Deus. A linguagem tradicional dizia: Jesus subiu ao céu. Essa antropologia espacial predominou por séculos na Igreja. E a gente celebrava a partida de Jesus ao céu.

É estranho fazer festa quando alguém parte. Normalmente a partida de uma pessoa amada nos deixa tristes. Jesus disse aos discípulos: “Vocês ficarão tristes e chorarão. Mas eu hei de ver vocês outra vez e aí a tristeza de vocês se transformará em alegria e uma alegria tão grande que ninguém poderá lhes roubar”.

A alegria da Ascensão é primeiro porque sabemos que Jesus não partiu. Apenas desapareceu dos nossos olhos e continua conosco no dia a dia da vida.

Se falamos em Ascensão é porque cremos que ele foi assumido plenamente por Deus. Sua vida foi recebida em Deus. E nele Deus assumiu toda nossa humanidade. O prefácio popular da Ascensão, composto por Reginaldo Veloso, canta: 

“Os anjos aplaudem cantando: no céu o ser humano chegou”.

Minha vida interior e a maneira de olhar o mundo e a mim mesmo mudou desde que descobri mais profundamente a centralidade do mistério pascal na minha vida de fé. Toda a minha espiritualidade e minha opção de vida se baseia na ressurreição de Jesus e isso faz com que, mesmo no meio das maiores lutas e mesmo quando passei por sofrimentos intensos e incompreensões na minha comunidade e na Igreja, nunca perdi a dimensão mais profunda da paz e da alegria interior.

Ao assumir consigo Jesus, Deus o assumiu totalmente. Assumiu nele a sua natureza humana. Assumiu a carne que é a mesma nossa. Assumiu nele toda a humanidade e mesmo todo o universo, como chama São Paulo, o Cristo que toma as dimensões de tudo e de todos: O Cristo cósmico. Por isso, a festa da Ascensão não é apenas a vitória definitiva de Jesus. É também a festa da divinização de nossa vida, de nossas dores assumidas por Deus, de nossas lutas que nele se tornam energias de vitória... A ascensão de Jesus nos faz ver de outro modo e com um olhar novo o presente e o futuro do mundo, a realidade política do nosso país tão sofrido e novamente agora nas mãos do Império dos Estados Unidos. A ascensão de Jesus nos faz viver a mística, a intimidade do reino de Deus. Aleluia.                        

Pela ascensão de Jesus, eu creio profundamente que toda a humanidade e todo o universo 

Marcelo Barros

Camaragibe, Pernambuco, Brazil

Sou monge beneditino, chamado a trabalhar pela unidade das Igrejas e das tradições religiosas. Adoro os movimentos populares e especialmente o MST. Gosto de escrever e de me comunicar.

Informações

contato@marcelobarros.com