Blog Aqui vamos conversar, refletir e de certa forma conviver.

Meditação bíblica, domingo, 26 de agosto 2012

O texto do evangelho lido hoje nas comunidades católicas e anglicanas (João 6, 60 - 69) é muito profundo e muito instigante e interpelador. O capítulo 6 de João começa mostrando Jesus em meio a uma grande multidão no deserto. Depois mostra que a multidão se divide e ele se dirige aos que o procuravam. Depois, ele se dirige aos judeus, depois o círculo se restringe mais ainda e no final do capítulo, o evangelho de hoje diz que isso aconteceu na sinagoga de Cafarnaum. Então o círculo vai se restringindo mais ainda e no final ele se dirige só aos doze: "vocês também querem ir embora?". O evangelho diz que muitos discípulos decidiram voltar atrás e não caminhar mais para ele. A linguagem é a de seguir Jesus avançando no caminho ou voltar atrás e afastar-se dele. A palavra do evangelho de hoje se dirige à coordenação da Igreja, no caso da comunidade joanina, é a única alusão aos doze que é uma organização ministerial que parecia estranha à comunidade joanina e era próprio de outras comunidades. Essa pergunta que Jesus lança parece hoje dirigida a uma cúpula eclesiástica que também decidiu voltar para trás e não seguir mais avançando com Jesus no seguimento e no testemunho do reinado divino. Infelizmente o Concílio Vaticano II e o seu projeto de renovação eclesial foi traído e não foi por leigos nem por dissidentes considerados hereges. Foi  e está sendo traído pela própria cúpula eclesiástica que se afasta da caminhada do reino e dos pobres. Nesse evangelho, Pedro confessa que ele também gostaria de se afastar, mas não tem para onde ir. Para onde iríamos Senhor? E então ele confessa: Só tu tens palavras de vida eterna. Por isso sabemos que tu és o santo, o consagrado de Deus. É bom hoje retomarmos essa confissão de fé. 

Marcelo Barros

Camaragibe, Pernambuco, Brazil

Sou monge beneditino, chamado a trabalhar pela unidade das Igrejas e das tradições religiosas. Adoro os movimentos populares e especialmente o MST. Gosto de escrever e de me comunicar.

Informações

contato@marcelobarros.com