Blog Aqui vamos conversar, refletir e de certa forma conviver.

Textos domingo, 02 de setembro 2012

Recebi hoje um poema lindo de um amigo jovem. Thiago Damato é da fraternidade franciscana leiga, lê e sempre interage com relação ao que escrevo e me enviou de Niterói esse belo poema:

Poema de libertação

De:thiago damato 

POEMA DE LIBERTAÇÃO

E trancado neste pequeno apartamento

Numa periférica cidade da América Latina

Eu ainda sinto o peso do colonialismo,

da escravidão, do ouro roubado de Minas,

do latifúndio consagrado.


Mas uma brisa leve balança as cortinas

E eu penso que esta mesma brisa secou lágrimas de Che,

Bolívar, Oscar Romero, Allende, Frei Tito de Alencar.

Então, raios de sol devassam o quarto, levando-me ao longe.

Sobrevoo as Cordilheiras, a Amazônia, o Canal do Panamá,

o Pacífico e o Atlântico.


De volta, hora de aterrissar.

Abro os olhos e fixo-me no Cristo crucificado

Guardando uma parede branca , velha e descascada.


E num lugar tão pequeno, num momento tão fugaz,

percebo algo grandioso, sublime:

A esperança dos menores é eterna!

Thiago Damato, poeta menor

Niterói/RJ, Brasil.

Inverno de 2012

Marcelo Barros

Camaragibe, Pernambuco, Brazil

Sou monge beneditino, chamado a trabalhar pela unidade das Igrejas e das tradições religiosas. Adoro os movimentos populares e especialmente o MST. Gosto de escrever e de me comunicar.

Informações

contato@marcelobarros.com